Denise Iezzi para as clientes da Mon Âme na prevenção da obesidade.

Como podem notar, a obesidade está envolvida em inflamação crônica, e envolve suas co- morbidades, como hipertensão, derrame, infarto, diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.
A obesidade está infelizmente alinhada diretamente com moda. Em 2018 dados Americanos mostravam que 28% das crianças americanas estavam acima do peso, e dessas pelo menos 17% eram obesas. No Brasil, levantamentos nas capitais do norte e nordeste em 2017 mostraram 47- 49% de obesidade infantil.
Também em Em 2018, o Ministério da Sáude realizou o Vigitel, levantamento epidemiológico feito pelo telefone sobre prevenção e proteção de doenças cronicas, por todo Brasil , entre fev e nov de 2018 . Esse levantamento, divulgado agora em julho, mostra que:
- obesidade aumentou 67,8% entre 2006 e 2018(de 11,8% para 19,8%, mas essa taxa se mantem alta e igual desde 2015)

- o crescimento foi maior nas pessoas entre 25-34 anos( 84, 2% ) e entre 35-44 anos(81,1%) e a pesquisa foi só acima de 18 anos.
-o sobrepeso cresceu mais entre os homens mais é mais comum entre as mulheres. 55,8% da população tem sobrepeso, aumento de 30,8% em relação a 2006.. Os homens tiveram aumento de 21,2% e mulheres 40%.
-a faixa etária na qual houve mais aumento de sobrepeso foi a de 18-24 anos:58,7%.
-o consumo de hortaliças cresceu 15,5%, aumentando de 20 para 23,3%.
- a prática de atividade física, 150 h por semana, aumentou em 17% , sedentarismo caiu, principalmente entre homens.
- houve aumento de 8% no diagnóstico de diabetes e do conhecimento dos que tiveram o diagnóstico sobre sua doença, cuidados, remédios, consequências.
O governo designou verbas para capacitação profissional das Unidades Básicas e fornecimento de medicações.
Cabe a todos nós incentivar a diminuição de consumo de snacks, salgadinhos industrializados, refrigerantes e sucos açucarados, bolos, bolachas, e troquemos por frutas e hortaliças.
Eis o lema: “ in natura no lugar de frituras e açucarados” e exercite-se.
Grande abraço a todas.
E: uma grande equipe multidisciplinar ajuda no tratamento de obesidade e diabetes. ❤

 

 

 

-Denise Duarte Iezzi
 Endocrinologista, formada em medicina na FMUSP, com residência em Clínica Médica e Endocrinologia na FMUSP, médica Preceptora no HC-FMUSP, ex-assistente do Serviço de Clínica Médica do HC-FMUSP. Coordenadora do Núcleo de Obesidade do Hospital Sírio Libanês.